Boas práticas para organizar processos da sua empresa e aumentar a produtividade

Boas práticas para organizar processos da sua empresa e aumentar a produtividade

Tempo de leitura: 6 minutos

A metodologia de boas práticas na gestão empresarial organiza processos e otimiza as vendas através de padrões estratégicos que integram os setores e facilitam a comunicação de objetivos, metas e resultados na corporação. As boas práticas tornam a gestão empresarial mais eficiente. Confira alguns fatores influenciados positivamente pelas boas práticas em uma empresa e de que forma podem ser aplicadas:

Método e motivação para a equipe de vendas

Um time de vendas precisa alcançar as metas estabelecidas pela empresa e no período determinado para isso, aumenta o desgaste emocional e físico a cada dia que passa. Para manter a produtividade e a qualidade de vida dos colaboradores no trabalho há boas práticas que cultivam métodos de proatividade alternados com descanso e reenergização dos vendedores para produzirem ainda melhor. Isso funciona a partir de psicologia positiva e bonificações por porcentagem de vendas coletivas, não apenas individuais, para positivar a consciência de quem se frustrou ao não atingir as metas de vendas do mês. Assim, os vendedores se motivam para entregar resultados ainda melhores no mês seguinte e não sentem o peso acumulado por metas não cumpridas. As boas práticas são esforços coletivos para que a equipe de vendas encare desafios com ânimo e otimismo, buscando ser melhores profissionais independente do resultado final, o que consequentemente efetivará mais vendas e resultará em um ambiente corporativo mais positivo.

Estratégia para aumentar a produtividade

Encontrar leads qualificados (interessados) para converter em clientes e mais vendas a uma empresa está intimamente ligado às estratégias definidas no processo de prospecção de vendas. Pesquisa e planejamento são pontos-chave nesse desenvolvimento estratégico de objetivos e táticas de ação na gestão empresarial. Para isso, as boas práticas contribuem para otimizar também o trabalho do marketing digital da empresa, com geração de conteúdo relevante e posicionamento de mercado para aumentar a produtividade. Isso significa escrever um plano, rever as estratégias, pensar na abordagens possíveis de um nicho de mercado e testar ideias. Assim, a produtividade aumenta quando é traçado uma linha de ação, com objetivos e pontos centrais de atenção para o time de vendas, entre outros setores da empresa.

Processo estruturados e pontos centrais

Ter um processo bem definido torna a gestão empresarial mais clara a todos os colaboradores, com ações concisas e focadas. O processo ideal de vendas é na jornada de compras do cliente, no atendimento e no pós-venda, além de todas as estratégias que podem ser aplicadas nesse caminho. Além disso, se torna importante analisar os pontos e fracos de cada iniciativa para continuamente buscar melhorias nos processos corporativos. É importante  atentar, nesse contexto, a 3 centros que são pontos-chave da administração de negócios, para vencer a concorrência : 

Negócio central

O negócio central é o que precisa ser aprendido e compreendido antes de iniciar um projeto. Aqueles que falharam geralmente tentaram saber e fazer tudo, perdendo o foco do sucesso, ou seja, não pensaram no “negócio principal”. Isso porque é preciso entender qual é o centro do negócio e do objetivo em relação aos clientes. 

Valor central 

Identificar o produto central e o que deve ser feito com ele e com o produto secundário é o que direciona os resultados do negócio. A resposta para isso está em fazer o que permitirá o produto central ser vendável e que o tornará necessário ao mercado. Pode ser vendido um desejo de consumo, mas tudo se move em torno da criação de valor para o produto e divulgar isso aos clientes. Ao compreender o negócio central, então,  será possível criar um produto central do qual os clientes gostem e se destaque no mercado. É criada, assim, uma imagem de marca e a consciência do valor central, focado na competência central do negócio.

Planejamento central

Para aplicar tudo isso em um plano de vendas, as boas práticas ensinam à gestão empresarial o planejamento de estratégias sobre a visão de uma organização ou um planejamento de cenário e de perspectiva de futuro. Após o planejamento, surge uma organização que capacita a aplicação dos objetivos traçados sobre o negócio central, com detalhamento de cada aspecto dos processos, dos setores e dos produtos ou serviços vendidos no negócio. No mundo administrativo, o planejamento estratégico anda de mãos dadas com as boas práticas de gestão empresarial, a fim de organizar o cenário e suas personas na dinâmica da empresa.

A visão é a primeira coisa que o líder deve ter após cumprir o planejamento estratégico. O sucesso depende disso e de todos os envolvidos na organização, que constroem diariamente a visão da empresa quando seguem na mesma direção de trabalho. Para ter a visão também tem de ter uma missão, que constitui tudo que foi planejado antes desse estágio como uma atitude essencial da empresa no presente para efetuar sua visão e metas da organização no futuro. Trata-se de detalhar a visão em objetivos menores, como missões, para alcançar um passo por vez, conhecendo cada nova conquista para poder crescer com segurança e assertividade, adequando os processos à velocidade das mudanças e novas informações que afetam o conhecimento do mercado e do próprio produto e serviços oferecido.

Análises de performance

Para o resultado das boas práticas e do planejamento estratégico não se tornarem como “tiros no escuro” baseadas em suposições e testes é importante fazer análises dos resultados, com métricas de comparação, destaque de pontos positivos e correção de falhas, para gerar dados ou relatórios precisos da performance corporativa. 

A análise de performance permite que cada colaborador da empresa perceba a quantidade e qualidade ideal para fechar metas de trabalho, de acordo com suas taxas de conversão. A mensuração desses dados podem ser em forma de taxas de conversão, ciclo de venda, receita por vendedor, ticket médio, satisfação de clientes, que contribuem para construir métodos de trabalho mais eficientes e retornar informações valiosas para o marketing otimizar ações de vendas entregar cada vez mais leads qualificados e valor agregado de marca e produto.

Nessa gestão de tempo e organização que uma empresa precisa ter para crescer com segurança e mais produtividade, há ferramentas que oferecem mais clareza da situação do mês e maior previsibilidade de contas em um período determinado, além de otimizar processos internos cotidianos. Uma grande ferramenta de gestão empresarial para auxiliar nas boas práticas para organizar processos da sua empresa e aumentar a produtividade é o sistema Sfhera ERP, uma tecnologia inteligente para ganhar tempo e qualidade de vida na gestão empresarial, pois integra e otimiza processos e demandas de empresas do varejo. Acesse nossos canais como  site, Youtube e Facebook  e confira os planos Sfhera ERP de gestão e inovação empresarial no varejo.

Luana Borges, Analista de Marketing da Sfhera Software.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.